h1

Apresentação

05/18/2011

Caro amigo (e)leitor,

Neste site você encontrará a nossa Carta-Programa dividida em duas partes: Projeto de Gestão e Projeto de Curso. Ela é o resultado do trabalho de um grupo que começou a se formar numa reunião aberta – uma reunião para a qual foram convidados todos os estudantes do CCJ – e que expressa um pouco daquilo que é fundamental para nós: a participação estudantil, ou seja, o envolvimento e o diálogo com os estudantes.

O grupo que se consolidou a partir dessa reunião, o fez com base em desejos e angústias comuns. São pessoas que se sensibilizaram frente às precariedades de nosso curso, que se preocupam com os problemas da sala de aula, com o abandono do tripé universitário e com a falta de comunicação entre os estudantes. Porém, mais do que eternos insatisfeitos, somos um grupo que pode e quer fazer diferente.

Não falamos aqui de qualquer diferença, mas da transformação do curso a partir dos estudantes, da sala de aula e a partir de um centro acadêmico construído coletivamente, que deve ser meio e reflexo das expectativas do corpo discente, capaz, portanto, de defender e concretizar um projeto alternativo para o CCJ. Acreditamos que essa alternativa a ser construída deve estar fundada na formação técnica e crítica do estudante de direito, de modo a formar um profissional competente e responsável, apto a interpretar a realidade na qual se insere e a transformá-la.

Além disso, compreendemos como papel central da Universidade a produção de conhecimentos, os quais devem ser autonomamente pensados e socialmente úteis. Um curso de direito financiado pelo povo deve dar respostas aos problemas da sociedade, como a desigualdade e a falta de acesso à justiça.

Esta carta-programa traz diagnósticos, concepções e propostas que apontam na direção do curso que queremos. É a nossa pequena contribuição para um debate que não pode ser reduzido às eleições, pois trata de questionamentos que interessam a todos os estudantes. Por esse motivo, o que agora apresentamos não são conceitos fechados, mas ideias colocadas para discussão. Nosso objetivo é levar você, eleitor, a pensar no curso que quer e, mais do que isso, chamá-lo para construirmos esse projeto juntos.

Anúncios